Sexta-feira, 13 de Agosto De 2010

Jaqueline reconhece Victor Valentim

Ari joga todo seu charme para cima de JaquelineJaqueline (Claudia Raia) foi apresentada a Victor Valentim (Murilo Benício) e ficou hipnotizada por ele. A princípio, ela nem consegue falar nada, mas depois fala do quanto estava ansiosa para conhecê-lo: “Eu estava ardendo de curiosidade para conhecer o estilista das grandes estrelas do jet set.”

Enquanto ela fala, Ariclenes (Murilo Benício) joga todo seu charme e a devora com o olhar. Ela fica na expectativa de ouvir a voz dele e ele começa a elogiá-la em espanhol.

Ela diz que está interessada em fazer uma roupa e começa a sondá-lo, como parte do seu plano com Jacques Leclair (Alexandre Borges). Enquanto Jaqueline tenta arrancar informações aos poucos, Ari vai respondendo com cuidado e sempre jogando seu charme: “No es todo dia que uma gran mujer como usted adentrasse em mis domínios! Usted, señora, es una Vênus, una deusa!”

Eles continuam conversando e Chico (Rodrigo Lopez) sugere que eles tirem as medidas de Jaqueline. Ela diz que prefere fazer isso outro dia e olha no relógio como se estivesse atrasada.

Ari se aproxima dela, mais uma vez, e quase a beija na boca. Neste momento, Jaqueline segura seu rosto, olha fixamente para ele e quase o reconhece: “Sabe, Don Valentim, desde o início, achei que o conhecia. Agora, vendo o senhor tão de perto, tenho certeza absoluta!”

Ariclenes disfarça tendo um ataque, falando que é culpa da internet, chuta umas cadeiras e ela fica assustada. “Por favor, Don Valentim, se acalme! O Francisco tem razão. Talvez eu tenha me enganado”, se corrige desesperada.

Mais controlado, Ari beija as mãos de Jaqueline e, antes de ir embora, fala mal de sua roupa. Ela diz que é de Jacques Leclair e ele aproveita para alfinetar seu inimigo: “No estás a su altura. Esta ropa no te valoriza.”

Finalmente, Jaqueline vai embora com cara de apaixonada. Ari fica aliviado e preocupado de ter sido reconhecido. Essa foi por pouco...

Jaqueline reconhece Victor Valentim

publicado por Tititi às 17:45
link do post | comentar | favorito

A verdadeira criadora dos vestidos de Leclair e Valentim

Diante das telas, os belos vestidos de “Ti ti ti” são criações de dois estilistas bem diferentes: Jacques Leclair (Alexandre Borges) e Victor Valentim (Murilo Benício). Mas, na realidade, os dois são uma só pessoa: a figurinista Marília Carneiro, que anda atarantada com uma dúvida nos últimos dias...

— Como vou fazer para diferenciar os dois estilistas para o telespectador? Estou num momento crucial — comenta ela, para então decretar: — Vou botar Jacques com brilho e estilo atual e deixar um retrô classicão no Valentim.

A decisão não é à toa. Marília — que carrega na sua bagagem sucessos como as meias de lurex de “Dancin days” e os olhos bem marcados de “O clone” — recebeu recentemente uma informação valiosa do diretor Jorge Fernando. A verdadeira criadora da marca Victor Valentim, a senhorinha Cecília (Regina Braga), teve um passado de glória antes de viver na rua e fazer vestidos para suas bonecas.

— A grande lembrança da Cecília são os anos 50. Dizem que ela estava no apogeu e vivia no Copacabana Palace. Os vestidos que ela faz para as bonecas retratam bem isso, o que vai se refletir nos modelos de Valentim — explica a figurinista, ao lado de um grande livro da marca francesa Dior que inspirou o vestido vermelho de Desirée (Mayana Neiva) na festa da revista “Moda Brasil”.

 

Nesta semana, a equipe de figurinistas anda preocupada com duas novas criações de Victor Valentim, um modelo branco pedido por Help (Betty Gofman) e o vestido de noiva de Camila (Maria Helena Chira). O trabalho ainda é em dobro. Ao mesmo tempo em que os costureiros criam a peça real, o modelo é miniaturizado para as bonecas de Cecília.

— Tivemos que refazer a saia do vestido de noiva da boneca. Ficou tudo enorme. Mas agora ficou uma coisa! — comemora a assistente de figurino Lucia Daddario.

À exceção das criações dos estilistas, o figurino do elenco é garimpado em lojas. Sob o escritório de Marília ficam os provadores, onde são travadas batalhas diárias com atrizes insatisfeitas com a silhueta ou com algum detalhe da roupa.

— Às vezes temos que ter bastante lábia. A produção vem montada para a cena e, quando elas não gostam, temos que argumentar — conta a assistente Cláudia Damasceno, que, em segundos, troca a roupa de Guilhermina Guinle, a Luisa.

Depois de usadas, as produções dos 86 personagens da trama são guardadas no acervo e cobiçadas pelas telespectadoras que se manifestam pela Central de Atendimento ao Telespectador (CAT). No momento, as roupas de Jaqueline (Claudia Raia) são a coqueluche, mas Marília Carneiro deixa escapar o desejo de mais um sucesso:

— Os anos 50 podem voltar e serão bem-vindos.

publicado por Tititi às 17:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
17
18
22
29
30

últ. comentários

arquivos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

subscrever feeds